QUE NADA NOS DEFINA. QUE NADA NOS SUJEITE. QUE A LIBERDADE SEJA A NOSSA PRÓPRIA SUBSTÂNCIA.
Simone de Beuvoir

sábado, 17 de setembro de 2011

PROFESSOR AÉCIO MIRANDA COMENTA DADOS DO ENEM 2010 NO MUNICÍPIO DE CHAPADA DO NORTE.

Média Geral dos resultados das escolas estaduais do município de Chapada do Norte foi ruim.

O Professor Aécio Miranda, um dos mais renomados professores da região,  deixou seu comentário na publicação que coloquei aqui no Blog sobre a classificação da Escola Estadual Zé de Calu no ENEM do ano de 2010.
Trouxe aqui os seus comentários em destaque nas publicações. Mas diante das polêmicas geradas resolvi retirá-lo. Informo que o comentário continua na íntegra na publicação que originou os comentários.



Peço a compreensão de todos e o debate continua em favor da educação.

6 comentários:

  1. Olá Tim,
    Só lembrando que não fiz uma análise de todos os dados constantes no site oficial sobre Chapada, mas um breve paralelo para tentar mostrar como números podem ser lidos de diversas formas e como a mídia publica aquilo que chama mais atenção.
    Mas como nos dispomos todos a brigar por educação de qualidade não apenas no nosso município, mas no país, peço licença para divulgar o link http://correiodobrasil.com.br/heroica-greve-dos-professores-mineiros/298281/
    bem como sugiro a você que divulgue essa matéria no seu blog. O Brasil precisa abraçar a bandeira da educação, sem a qual não há combate a miséria, não há saúde, não há qualidade de vida. A Dilma diz que país rico é país sem miséria, eu digo que não haverá país sem miséria enquanto houver falta de educação.
    Abraços,
    Aécio

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. O comentário do "meu professor Aécio", embora um tanto inflamendo pela paixão regional vem nos alertar por uma questão cruscial como o proprio Aécio aponta na questão da educação no país. Porem faço uma ressalva: Devemos envergonhar e entristecer sim; tanto alunos, fucionarios, professores e todas as comunidades, cidades envolvidas nesses numeros contudentes para apontar um nivel de educação muito ruím. Mas é preciso sentir na pele o corte profundo dos nossos proprios atos porque dizer que a culpa é sempre do governo, das administrações regionais etc, ja esta massantemente fora de argumento. A culpa é nossa! Porque nos colocamos os governantes no poder atraves do VOTO. E votamos errado porque ainda neste país se prevalece o interesse pessoal na hora de votar. E o coletivo? é no coletivo que se enquadra a EDUCAÇÃO, SAUDE, LAZER ENTRE OUTROS, pontos fundamentais para o desenvolvimento HUMANO COLETIVO. Devemos todos ficar muito envergonhados e entristecidos, mas a partir desses sentimentos é que devemos recriar um novo pensamento e reforçar as instituições livres, trabalhar em beneficio comunitario e UNIR junto a um projeto diferente para futuro. E meu caro professor Aécio: A frase inflamação pela paixão regional foi so uma brincadeira. (risos) Abraços

    ResponderExcluir
  4. Caro Edinaldo,
    Eu confesso sim que tenho uma grande paixão por essa região, entretanto o meu comentário está longe de ser inflamado, não é uma perspectiva bairrista que alimenta o meu posicionamento, meu discurso é essencialmente político. Discordo de você quando diz que temos motivos para nos envergonhar, pelo menos, não como profissionais da educação ou como alunos. Como educadores somos uma categoria comprometida com aquilo que fazemos, embora nossa sociedade ainda não aprendeu a valorizar a nobreza e a importância da profissão docente. Quanto aos alunos, esses são sim, as principais vítimas de uma sociedade de políticos que fazem da questão educacional pano de fundo para campanhas eleitoreiras, mas que nunca se empenharam a trabalhar de fato para que a educação em nosso país, principalmente a educação pública melhorasse de qualidade. Concordo que votamos errado, mas o maior erro que cometemos não é na hora de votar, o voto é motivado por algo que acreditamos em um dado momento. Erramos quando não ousamos questionar as atitudes arbitrárias e os desmandos daqueles que escolhemos como nossos representas. Erramos quando cruzamos os braços ao ver nossas perspectivas traídas por políticos fascistas e deslavados. Se erramos ao votar, então erramos duas vezes quando nos isentamos de questionar, criticar e cobrar aquilo que é nosso de direito. Educação pública, gratuita e de qualidade é responsabilidade política sim, é um direito do cidadão que está assegurado em nossa constituição e não podemos isentar nossos governantes dessa responsabilidade. É muito cômodo dizer que nossos alunos, já lá na fase final da educação básica, não têm comprometimento com os estudos, difícil é compreende que tal comprometimento não se constrói da noite pro dia, difícil é perceber que só vão valorizar a educação e crescer comprometidas com ela quando a educação receber da sociedade o seu devido reconhecimento.
    Um forte abraço para você e que o debate continue, é preciso ter coragem e colocar a cara a tapa, é tão importante aprender a fiscalizar quanto a votar!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. PERFEITO MEU CARO PROFESSOR!

    Porem ressalvo que o termo regional interpretado como referencia bairrista é equivocada. Entendo de maneira global o seu comentário. E seria apequenar-nos discutir encima disso. Entendo perfeitamente quando defende os alunos, professores e funcionarios da escola pública e me coloco como membro ativo dessa luta por uma qualidade de vida melhor para todos e acreditanto que o principio dessa melhoria nasce na educação. E digo: votar certo também passa pelo clive da educação. E que paradoxo complicado professor. Sempre discuto com os amigos a tão politicamente devalorizada classe dos professores no país. E imginar que todas as profissões academicas são direcionadas e orquestradas a partir de um professor. O comentario que fiz nada tem contra à justa luta docente. Mas vou remediar meu discurso dizendo que realmente não podemos desanimar ( os alunos, professores, funcionarios cidades e comunidades envolvidas na questão). Mas reforço que a reação deve partir dessa tragica e triste realidade. Precisamos urgentimente levantar a cabeça e procurar MUDAR. Que muito mais pessoas entendam e se juntem aos profesores nessa luta incansavel por melhorias, valorização e melhor nivel na educação publica. E meu caro professor; acredito que o seu instinto partenal e acolhedor tem lhe impedido de observar como não somos mais vitimas, mas muito culpados. Mas costumo dizer que a situação parece como um alcolico que so procura tratamento quando tem consciencia de que tem um problema sério de saúde. E mais uma vez digo: E´ preciso UNIR as lutas daquales que ja tem essa visão formada como a dos professores na busca de um país melhor para todas as classes. Gosto de saber da sua paixão pela região e digo que mesmo distante a minha paixão por esse município não é diferente do seu sentimento. A proposito: PATERNAL É BRINCADEIRA AÉCIO. É SERIO EIM RS)Não se inflame por favor. Grande abraço. rs

    ResponderExcluir

O BLOG DO TIM AGRADECE PELA SUA PARTICIPAÇÃO.